Home Artigo Storytelling e VM: ferramenta de venda

Storytelling e VM: ferramenta de venda

novembro 13, 2019
Storytelling e VM

Storytelling e VM andam de mãos dadas!

Quem nunca ouviu falar em Storytelling, esta palavra de grafia difícil, de origem inglesa?! A tradução e a versão dizem respeito à mesma coisa: contar uma história. Explicar algo. Através da narrativa, engajar e despertar curiosidade.

O ser humano conta histórias há milhares de anos, antes mesmo de criar a escrita. E foi desta maneira que começou a transmitir informações uns para os outros. Contar histórias é natural do ser humano.

Campanha Retail Therapy na Macy's

Campanha Retail Therapy na Macy’s

Mas assim como contar uma história requer um passo a passo, o Storytelling também é um processo. O Storytelling e VM aplicados em um espaço comercial de maneira estratégica podem trazer resultados incríveis!

Como se apropriar do Storytelling e VM no processo de vendas?

Acabamos de ver que o Storytelling nada mais é do que a narrativa de algo. Então, esta narrativa pode tratar de explicar um produto, um serviço, uma empresa, uma marca, uma ação de marketing….Então, Storytelling e VM podem explicar tudo sobre seus produtos e sua marca!

Storytelling da Timberland no pdv

Storytelling da Timberland no pdv

Informação no departamento de cosméticos na Macy's

Informação no departamento de cosméticos na Macy’s

O Storytelling informa, emociona (ou ambos) e assim consegue engajar o público. De uma certa maneira, Storytelling e VM estreitam a relação da marca com o consumidor, é como se a marca fosse um confessor e o consumidor um confidente. Porém, o Storytelling age silenciosamente na maioria das vezes, sendo uma técnica mais persuasiva do que invasiva. E isto pode ser uma grande vantagem! Aplique a técnica do Storytelling no VM quando for projetar sua estratégia.

Abordagem diferenciada e discreta. Quem não gosta de uma boa história?

Vamos à prática: mas como usar o Storytelling? Como fazer?

Não há receita.

Muitos vídeos veiculados na TV e na internet, daqueles que contam histórias e emocionam, são narrativas, usam do Storytelling. São vídeos curtos com grande apelo emocional, que demonstram o engajamento da marca com alguma ação relevante como: defender a Natureza, promover bons relacionamentos, inclusão social, etc…

A marca Boden explica o conceito da coleção

A marca Boden explica o conceito da coleção

Outra forma de usar o Storytelling é contar (por site, redes sociais, mídias impressas, etc….) a história da sua marca e trazer esta realidade para perto de seus consumidores, para tornar a relação mais estreita.

E no ponto de venda? Muito importante! Use desta ferramenta para contar sobre o lançamento de um produto, de uma campanha, algo novo ou mesmo o porquê de algo ser tradicional. Neste momento é que Storytelling e VM agem juntos! Então, pequenos textos ao lado de produtos novos, por exemplo, chamam a atenção e ajudam o cliente a entender a novidade. Produtos diferenciados com valores mais altos também podem ser explicados ao cliente, em poucas palavras, para justificar e alavancar as vendas. Além disso textos adesivados nas vitrines também explicam e sinalizam coleções e no que elas se inspiram. Assim Storytelling e VM trabalham juntos.

A marca Lush e seu conceito

A marca Lush e seu conceito

O Storytelling no ponto de venda pode ser materializado das maneiras mais criativas. É como se fossem bilhetinhos para os clientes com pequenas explicações, que os convencem e contam o conceito sobre um produto ou campanha. Veja algumas fotos e se inspire! É um recurso de baixo custo e com ótimo resultado.

 

Saiba mais clicando aqui.

Veja também!