Home Aconteceu
Category

Aconteceu

Encontro de looks lindos do desfile virtual no showroom da Expor Manequins! São vestidos maravilhosos executados por artistas que trabalham com papel e bustos que foram lindamente pintados, e estão expostos no nosso showroom. Acompanhe este tour virtual que estamos fazendo no nosso espaço:

Desfile virtual no showroom da Expor ManequinsDesfile virtual no showroom da Expor Manequins

Detalhe dos looks lindos do desfile virtual no Show Room da Expor Manequins! São vestidos maravilhosos executados por artistas que trabalham com papel. Estes são mini manequins com altura aproximada de 25 cm. Os detalhes são bem pequenininhos! Uma preciosidade. Acompanhe os looks na primeira fileira 😉 Estes looks foram feitos pela Helena Kavano.

Artista: @helenakavano
Direção de Arte, Arte digital e conteúdo: @marinalombardodesign

Desfile virtual no showroom da Expor Manequins

Este look foi feito pela Gislaine Umezu.
Artista: @estudiosantagana
Direção de Arte, Arte digital e conteúdo: @marinalombardodesign

Desfile virtual no showroom da Expor Manequins

Arte no interior do Show Room: estes bustos foram lindamente pintados pela artista Daniela Saraiva, e estão expostos no nosso Show Room. Acompanhe este tour virtual que estamos fazendo no nosso espaço!

Artista: @danielasaraivaatelier
Direção de Arte, Arte digital e conteúdo: @marinalombardodesign
E aí, gostaram do nosso tour virtual? 💓

Veja mais sobre nossas vitrines de papel e saiba mais sobre o material clicando aqui.

outubro 30, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest
Retrospectiva Coco Chanel

O Palais Galliera em Paris é o museu de moda mais importante da cidade. Agora, depois de passar por uma reforma de dois anos, O Palais Galliera está reabrindo ao público com nada menos do que com uma retrospectiva Coco Chanel estilista, que apresentará mais de 350 vestidos, acessórios e joias, ao lado de uma sala dedicada ao seu perfume Chanel No. 5, bem certamente como fotos antigas, bolsas e sapatos.

Foto by: WindowsWear

Esta exibição será dividida em duas partes. A primeira parte é cronológica. Ele relata seus primeiros passos com algumas peças emblemáticas, mostrando o desenvolvimento do estilo chique de Chanel: dos vestidos pretos e modelos esportivos dos anos 20 aos vestidos sofisticados de fato, dos anos 30.

Saiba mais sobre a Retrospectiva Coco Chanel:

A exposição possui uma sala inteiramente dedicada ao No. 5 criado em 1921 pelo mestre perfumista Ernest Beaux que selecionou mais de 80 componentes para ele. Gabrielle Chanel queria um perfume misterioso e abstrato que não existia na natureza sem um perfume específico.

Ela queria um perfume artificial criado como um vestido. Coco queria criar um perfume para mulheres que de fato, assumissem sua feminilidade e liberdade.

Assim como o perfume, seu recipiente e apresentação foram totalmente inovadores. Além disso em novembro e dezembro de 1937, o fotógrafo François Kollar a filmou em seu apartamento no Ritz para um anúncio do No. 5 publicado na Harpers Baazar. Em 1960, Marilyn Monroe disse a George Belmont – jornalista da Marie Clarie – que a única coisa que ela usava na cama era o Chanel No. 5, que tornava o perfume, já certamente o perfume mais vendido do mundo, uma lenda para sempre.

 

Foto by Julien T. Hamon

A segunda é uma parte temática onde os visitantes irão decifrar seus códigos de vestimentas, incluindo o terno tweed trançado, scarpins bicolores, a bolsa 2,55 e, claro, os trajes e as joias finas intrínsecas ao look Chanel.

Protótipo do sapato de dois tons com slingback desenhado por Chanel, feito por Massaro, 1961. Foto by Julien T. Hamon

Protótipo do sapato de dois tons com slingback desenhado por Chanel, feito por Massaro, 1961. Foto by Julien T. Hamon

A bolsa 2,55 entre 1951 a 1971. Foto by Julien T. Hamon Figura

A bolsa 2,55 entre 1951 a 1971. Foto by Julien T. Hamon
Figura

Foto by Instagram @loicprigent

Foto by Instagram @loicprigent

Talvez uma citação de Chanel resuma seu estilo simples, sua abordagem para mulher moderna: “É o material que faz o vestido e não os ornamentos que podem ser acionados a ele”. A exposição estará disponível até dia 14 de março de 2021 com o apoio da Chanel. Além disso, alguns tópicos semelhantes podem ser encontrados em outros tópicos em nosso blog.

outubro 26, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest

O varejo está se transformando tão rapidamente que tudo o que está acontecendo hoje não se parece em nada com as notícias da semana passada e será completamente diferente daqui uma semana.

Os compradores continuam adotando uma abordagem mista para o varejo à medida que a crise evolui. Antes do surto do COVID-19, o uso de canais de compra online e retirada na loja pelo consumidor cresceu mais de quatro vezes desde 2014, de acordo com uma pesquisa global do IBM, em associação com a NRF. 

Ainda que essa mudança aconteça por necessidade, alguns analistas preveem que alguns aspectos da experiência do cliente a distância e sem contato podem estar para ficar de vez.

Os próximos meses exigirão que os varejistas unifiquem os mundos online e off-line, um desafio sujeito da tecnologia e do mais humano dos recursos: confiança. Essa modificação no varejo pedirá uma nova perspectiva sobre a combinação de experiências físicas e digitais e personalização.

Por exemplo, A Louis Vuitton está a caminho de fazer história nas vendas na China em meio a uma forte recuperação do COVID-19. 

Seu carro-chefe na Plaza 66 de Xangai, faturou US$ 22 milhões em agosto, de acordo com a plataforma de informações financeiras local Xueqiu. Um representante de vendas no shopping confirmou a exatidão do número com o WWD. Em um mês normal, as vendas na loja ficam entre US$ 11 milhões e US$ 13 milhões.

O recorde de vendas foi impulsionado em parte pelo show masculino da marca na primavera de 2021, realizado em Xangai no início do mês, que estabeleceu o recorde de transmissões ao vivo na China.

Desfile Louis Vuitton - Foto por: WWD

Desfile Louis Vuitton – Foto por: WWD

Desfile Louis Vuitton - Foto por: WWD

Desfile Louis Vuitton – Foto por: WWD

Além de roupas, bolsas e sapatos, os clientes de serviços de beleza estão mudando o seu hábito de consumo, girando em direção a produtos que lhes permitem reproduzir a experiência do salão em casa.

“Eu repensei toda a minha rotina de beleza”, diz Charlotte Leeds, uma jovem de 28 anos que mora em Boston, que trocou seus agendamentos habituais no salão de beleza por coisas como tratamentos faciais em casa e priorizou as compras de cuidados com a pele. Em relação a maquiagem, ela disse que não utiliza há meses. Mesmo depois que a pandemia passar, ela diz: “Acho que nunca mais voltará a ser o que era”.

Foto by WindowsWear

Foto by WindowsWear

A ligeira mudança nas prioridades do consumidor ressalta ainda mais a importância da agilidade e velocidade das empresas de beleza hoje, que se saem melhor quando podem reagir rapidamente às tendências. Embora o lançamento de produtos imediatos não seja possível, especialmente quando muitos escritórios ainda estão trabalhando em casa, o remarketing de produtos existentes para atender às necessidades dos clientes é uma maneira rápida de despertar o interesse. Mas, a mudança no desempenho do produto reflete uma transformação contínua no mercado de beleza: os clientes ditam as tendências e as empresas devem ser criadas com um portfólio diversificado para ficar um passo à frente.

O que o futuro reserva para o varejo? Seja o que for, prepare-se.

Além disso, alguns tópicos semelhantes podem ser encontrados em outros tópicos do nosso blog, clique aqui.

setembro 14, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest
Aqui, os visuais que remetem ao amor

Não há dúvidas de que o coronavírus promoveu de fato, inúmeras modificações no mundo da moda. Uma delas foi a imprescindibilidade de ajuste no modelo de exibir coleções. Os eventos franceses designados aos segmentos masculino e de alta-costura foram cancelados. Com isso, a saída foi a realização de um Paris Fashion Week 2020 em uma edição digital.

Confira abaixo o que rolou no Paris Fashion Week 2020 :

Dior lançou um vídeo que mistura fantasia e realidade, inspirada no Théâtre de la Mode.

Dior lançou um vídeo que mistura fantasia e realidade, inspirada no Théâtre de la Mode.

 

 

Giambattista Valli apresentou vestidos monocromáticos

Giambattista Valli apresentou vestidos monocromáticos

 

Chanel

O Outono/Inverno 2020/2021 da Chanel foi exibido por meio de um shooting feito pelo fotógrafo Mikael Jansson. Virginie Viard escolheu por criações audaciosas, que misturam beleza e rebeldia. A inspiração certamente partiu de pinturas do século 19.

O outono/inverno 2020/2021 foi apresentada por meio de um ensaio fotográfico

O outono/inverno 2020/2021 foi apresentada por meio de um ensaio fotográfico

Toque de rebeldia, mesmo com flores bordadas

Toque de rebeldia, mesmo com flores bordadas

Clássicos também aparecem!

Clássicos também aparecem!

 

 

Confira mais os bastidores da coleção clicando aqui

Alexandre Vauthier

O conceito do estilista foi fixar vigorosamente o DNA francês. “O que eu fiz? Paris. Beleza pura. Voltamos ao essencial ”, definiu Vauthier ao WWD. Para a apresentação, as fotografias foram feitas em diferentes espaços. Em casa, na rua, no gramado ou na praia, o resultado é legítimo. Além disso entre as opções, estão tecidos metalizados, babados e plumas.

Alexandre Vauthier

Alexandre Vauthier

Alexandre Vauthier

Alexandre Vauthier

Com uma vibe retrô, as imagens apresentam modelos em movimentações aceleradas, utilizando certamente os visuais de alta-costura. Confira mais aqui.

Julien Fournié

A grife de Julien Fournié realizou um gênero de manifesto através da plataforma Vimeo. Na temática, uma modelo posa com as criações da marca, rodeada certamente pelos profissionais envolvidos nas produções.

Autenticidade e liberdade de fato, criativa estão entre os pontos abordados.

Veja o vídeo clicando aqui.

Aelis

Famosa por lançar-se em peças sustentáveis, a grife é dirigida por Sofia Crociani. Frequentemente, utiliza de fato, elementos da natureza como inspiração.

A nova coleção traz referências artísticas. “Foi inspirada por mulheres estrelas do cinema mudo, como Theda Bara e Francesca Bertini.

Além disso o silêncio também caracterizou nossa distância durante o confinamento. Trabalhamos certamente com os tecidos que tínhamos em casa, mas sempre fazemos isso, porque o impacto de nossas criações no planeta deve ser mínimo”, informou a estilista em entrevista à Vogue Itália.

A Aelis é uma marca eco-friendly

A Aelis é uma marca eco-friendly

Veja mais aqui.

Maison Margiela

Renomado por possuir um DNA misterioso, John Galliano preparou algo inusitado para a temporada, a Maison Margiela Artisanal Co-Ed Collection. Confira mais detalhes aqui.

Viktor & Rolf

Para o Outono/Inverno 2020/2021, os designers holandeses Viktor Horsting e Rolf Snoeren penetraram no momento atual. A coleção constitui-se certamente em três pontos desiguais. Cada um exibe um estado mental diferente: ansiedade, confusão e amor.

A coleção foi dividida em três categorias, esta representa a ansiedade

A coleção foi dividida em três categorias, esta representa a ansiedade

As três peças em tons rosados significam a confusão

As três peças em tons rosados significam a confusão

Aqui, os visuais que remetem ao amor

Aqui, os visuais que remetem ao amor

Para conferir mais, acesse aqui.

Bouchra Jarrar

Em meio à pandemia, Bouchra Jarrar projetou um filme que vivesse uma “expressão significativa da vida”. Na trama, irmãs aparecem de fato, juntas em momentos do cotidiano: em casa, na rua ou em meio à natureza.

“A participação das gêmeas Aissa e Aida permitiu-me transmitir a irmandade e as maravilhas do amor fraternal, um conceito universal, mas também tão querido para mim”, salientou a estilista francesa.

Veja mais aqui.

Valentino

No vídeo apresentado no YouTube, uma mulher coberta com véu faz movimentações no tempo de uma música instrumental. Além disso a inspiração veio da bailarina Loie Fuller, pioneira da dança moderna e da iluminação teatral.

“Uma criação de alta-costura ganha vida por meio através do movimento, luz, cores e música, mas principalmente pelo ser humano embaixo dela, envolto nela, acolhido pelo tecido”, afirmou o estilista PierpaoloPiccioli ao portal WWD. “A alta-costura está viva, e o sonho também.”

Veja mais aqui.

E aí, qual o seu favorito? 😉 Saiba mais sobre a semana de moda clicando aqui.

agosto 6, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest

No tempo em que a instabilidade do coronavírus permanece – e muitos de nós nos encontramos em um período indefinido de isolamento social, a distração cultural não é apenas bem-vinda, mas fundamental. Neste pensamento, Dior fez a sua exposição disponível para visualização on-line, o que significa que você pode passear em 70 anos de forma visionária, na comodidade de sua casa. Inicialmente realizada no Musée des Arts Décoratifs de Paris de 2017 a 2018 e no ano seguinte na
V&A de Londres, a exposição de êxito rastreia a transformação da casa da Dior desde sua chega em Paris do pós-guerra, onde Christian Dior iniciou uma era de elegância com seu renovador “New Look”, até os dias atuais, através dos fabulosos diretores criativos que o sucederam.

Victoria and Albert Museum, Londres. Foto by Google

Victoria and Albert Museum, Londres. Foto
by Google

A Dior está fornecendo um olhar dos bastidores da produção da exposição, além de um tour virtual por suas muitas salas, através de um documentário fascinante no canal da casa no YouTube e uma série de posts de arquivo no Instagram. O documentário segue os curadores da Designer of Dreams, Florence Müller e Olivier Gabet, enquanto organizam a exposição, juntando peças excepcionais de alta costura do arquivo da casa, além de fotografias surpreendentes de arquivo, esboços originais de Christian Dior, acessórios e objetos.

 "Christian Dior, Designer of Dreams" Foto capturada via canal Youtube Christian Dior

“Christian Dior, Designer of Dreams” Foto capturada via canal Youtube Christian Dior

Assista a esta fantástica exposição em seu canal no YouTube, que levará aos bastidores da exposição. Se inspire! 😉

junho 17, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest
homem vitruviano leonardo da vinci

Dia 15 de Abril é comemorado o Dia Mundial da Arte (também o Dia do Desenhista, aqui no Brasil). Nesta matéria iremos abordar o tema arte e varejo, e como a arte tem um papel fundamental em alguns campos do varejo. É através dela que se formatam os produtos e que as marcas se comunicam.

Você sabe por que o Dia Mundial da Arte é comemorado dia 15 de Abril?

Esta data foi declarada pela Associação Internacional de Arte (IAA/AIAP), parceira da Unesco, para promover a conscientização mundial da importância do trabalho artístico e criativo. O trabalho artístico é muito importante, em diversas áreas. Às vezes não percebemos sua aplicação. Porém, nesta matéria vamos perceber como arte e varejo se conectam.

confecção de busto

confecção de busto

O primeiro Dia Mundial da Arte foi comemorado no ano de 2012. O dia 15 de Abril foi escolhido em honra a Leonardo da Vinci. Esta é a data de nascimento dele. Leonardo da Vinci, além de ter sido um dos grandes gênios da humanidade, também simboliza a Paz no Mundo, a liberdade de expressão, a tolerância e a fraternidade. Leonardo da Vinci também simboliza a influência das Artes em diferentes campos, olha que interessante! Como de fato, veremos aqui: arte e varejo.

 Onde a arte entra no varejo

Teremos aqui uma breve e leve explicação sobre arte e varejo. Para falar sobre isto, teremos que citar o design. Existem vários campos de atuação do design: moda, produtos, gráfico, de informação, de processos, de experiências, de interiores, de softwares…O design é uma área de atuação que abrange as artes e as exatas, vezes se pautando na área biológica também. Mas não vamos nos aprofundar nisso. Para falar de arte e varejo, é essencial perceber que o design é arte aplicada. Assim fica mais fácil!

projeto de estampa marina lombardo

projeto de estampa marina lombardo

Ou seja, se design é arte aplicada, podemos dizer que o desenvolvimento de um produto como uma peça de roupa ou uma cadeira, que é criada e desenhada por um designer é também arte? Muito se discute sobre isto. Porém, para este profissional conceber estas peças, além de conhecimento técnico (medidas, tipo de material e processo de produção) também é necessário avaliar informações subjetivas: cores, formatos, estilo… E isso é arte! Se trata de sensibilidade e conhecimento artístico.

projeto de vitrine marina lombardo

projeto de vitrine marina lombardo

De uma certa forma tudo o que está ao nosso redor foi criado, desenhado e alguém teve que pensar na sua estética. Podemos dizer que arte e varejo não se separam. Isto porque existe arte na concepção de uma vitrine, no projeto de uma loja por exemplo. Aliás, até antes disso! Existe arte na criação do logotipo, na comunicação gráfica, no projeto de escolha das cores. Arte com conhecimento técnico em números, materiais e processo: mais conhecido como design!

Saiba mais sobre onde a arte entra no varejo

Além disso existe arte no trabalho de visual merchandising também. Apesar de ser pautado em números, ter como objetivo performance de vendas e ser uma ferramenta estratégica, na maioria das vezes o visual merchandising se comunica conosco através da arte: através de design! E um dos passos importantes para garantir a harmonia do projeto é a escolha do manequim.

Existe muita arte também na criação de um manequim. São diversos estudos baseados no corpo humano. Leonardo da Vinci que o diga! Você conhece os trabalhos de anatomia dele?

projeto leonardo da vinci

projeto leonardo da vinci

São muitos passos para a criação de um manequim. Algo que vai da esfera artística à realidade da área de vendas, conectando a arte e varejo. Desde desenhos até modelagens e escolha de cores e materiais. Tudo acompanhando de fato, a tendência de mercado.

Quer vislumbrar mais sobre este universo da arte e varejo e conhecer mais sobre a arte e os manequins? Temos uma matéria ótima que você certamente vai adorar.

É só clicar aqui.

abril 15, 2020
1 Facebook Twitter Google + Pinterest
coronavirus

O setor de luxo tem perdido bilhões em meio à crise causada pela pandemia mundial do COVID-19, segundo a corretora de investimentos com portfólio para mercado têxtil e de moda de luxo MSCI Europe Textiles, Apparel & Luxury Goods Index. Este setor reportou queda de 23% e perda de $152 bilhões de dólares em valor de mercado na indústria do dia 17 de Janeiro a 11 de Março deste ano. Mas isto não foi suficiente para impedir que os maiores nomes do mercado doassem milhões para ajudar aqueles que foram afetados pelo coronavírus.

Em Janeiro, durante os primeiros estágios da crise, LVMH, o maior conglomerado de marcas de luxo do mundo anunciou a doação de  $2.2 milhões de euros para a Cruz Vermelha Chinesa. Mais recentemente, a Moncler anunciou no Instagram que ela doaria $10.9 euros de dólares para a construção de um hospital em Milão com 400 leitos de UTI.

Vamos ver abaixo a lista dos nomes e marcas mais notáveis do mercado da moda de luxo que doaram pela causa dessa luta:

MONCLER:

Como visto acima, a doação é de $10.9 milhões de euros para a construção de 400 leitos de UTI. Segundo Remo Ruffini, CEO da marca, no Instagram: “Milão é uma cidade que nos deu uma equipe extraordinária. Nós não podemos abandoná-la. É nosso dever nos dedicar à cidade que deu tanto para nós”.

Saiba mais, segundo o canal Windows Wear:

A região da Lombardia e a Fondazione Fiera Milano já começaram a trabalhar no hospital que cobrirá um espaço de 25 mil metros quadrados e que tem previsão de estar pronto em 10 dias (dia 28/03).

A ajuda já está chegando e em grande número. Moncler doou $10.9 milhões de euros para este projeto. Segundo Remo Ruffini: “Eu expressei meu desejo de trabalhar neste projeto ao prefeito Giulio Gallera no momento em que ele foi imaginado, e agora que há razões factíveis para concretizá-lo, nós estamos prontos para apoiá-lo. Tenho certeza que a equipe da Lombardia, orientada pela experiência de Guido Bertolaso (quem está assessorando o governador da região da Lombardia, Attilio Fontana), pode fazer essa grande iniciativa de fato, se tornar realidade o mais rápido possível”.

OUTROS DOADORES:

O ex-primeiro ministro da Itália Silvio Berlusconi altambém doou $10 milhões de euros para o hospital. A marca italiana Colmar de roupas para esportes e esqui também doou $100 mil euros para a UTI do hospital San Gerardo em Monza, que fica a meia hora de carro de Milão.

A AJUDA QUE VEM DA CHINA:

Um forte apoio vem da China: a Fundação Alibaba e a Fundação Jack Ma doou 1 milhão de máscaras sanitárias e 100.000 pacotes de gazes para a Cruz Vermelha Italiana. O material chegou da China em Roma na quinta-feira dia 12/03. As embalagens possuíam as frases de “Nessun Dorma”, ária da ópera Turandot de Giacomo Puccini, como mensagem de esperança e resiliência. A segunda leva já está a caminho. 🙁

LVMH:

Uma doação para as autoridades francesas.

A pandemia do COVID-19 está afetando toda a sociedade, e a indústria da moda não está excluída. No domingo, 15/03, um dos maiores conglomerados de luxo,a LVMH, anunciou uma medida para ajudar na crise: irá produzir material para sanitizar as mãos ao invés de produzir os perfumes e cosméticos de suas marcas.

Muitas partes do mundo, incluindo a França, passaram por baixas de estoque deste produto de higiene, que é usado para conter a contaminação do vírus. E cidadãos em pânico acabaram estocando este produto.

“LVMH usará todo suprimento de produção de seus Perfumes e Cosméticos de suas marcas (Christian Dior, Guerlain e Givenchy) na França para produzir grandes quantidades de álcool gel”, anunciou a empresa.

O álcool gel será entregue gratuitamente para as autoridades de saúde francesas nesta segunda-feira dia 16/03, onde o grupo LVMH se compromete a honrar o projeto enquanto for necessário, num esforço para certamente garantir que o maior número de pessoas continuem a tomar a decisão certa para se protegerem e não espalharem o vírus.

A ajuda na luta contra o coronavírus vem de várias marcas, conheça:

RICHEMONT GROUP

Richemont, o conglomerado de luxo que possui as marcas Cartier, Van Cleef & Arpels e Chloe assegurou $1.4 milhões de dólares para combater o CONVID-19 na China.

GIORGIO ARMANI

O designer Giorgio Armani doou $1.25 milhões de euros para vários hospitais e instituições italianas.

KERING

O conglomerado de luxo Kering, que possui as marcas Gucci, Yves Saint Lauren e Alexander McQueen, doou $1 milhão de euros para a Cruz Vermelha na China.

HERMÈS

A marca de luxo Hermès assegurou a doação de $5 milhões de yuan para a Fundação China Soong China Ling, que apoia os médicos chineses no combate ao vírus no país.

DONATELLA VERSACE

Donatella Versace e sua filha doaram $200.000 euros para o hospital San Raffaele em Milão, que tem recebido com esforço pacientes para serem tratados do coronavirus.

VERSACE

Versace doou $143,748 euros para a Cruz Vermelha Chinesa para ajudar o país na compra de medicamentos.

SERGIO ROSSI

Sergio Rossi doou $100.000 euros para um hospital em Milão e irá doar 100% de seu lucro nas vendas online entre 14/03 e 20/03 para ajudar a Itália na luta contra o coronavirus.

PRADA

A CEO Muiccia Prada e Oatrizio Bertelli, e a marca Carlo Mazzi doaram equipamentos e estações completas de UTI para cada hospital em Milão.

BULGARI

A joalheria Bulgari doou uma quantia sem especificação para o departamento de pesquisa do Instituto Lazzaro Spallanzani. Localizado em Roma, o time de médicos do instituto foio primeiro a isolar o DNA do CONVID-19. A doação propiciou a compra de um sistema de imagens de microscopia em torno de $100.000 euros. O microscópio ajudará os pesquisadores a descobrir como prevenir e tratar a doença causada pelo vírus.

DOLCE & GABANNA

Domenico Dolce e Stefano Gabanna anunciaram que a marca deles fará doações para apoiar a pesquisa feita pelos professores da Universidade Humanitas em Milão, cuja equipe trabalha para encontrar soluções para lutar contra o vírus.

Clique aqui e saiba mais.

março 21, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest
vitrines de papel

Já faz algum tempo que as vitrines de papel estão assumindo um lugar interessante. O papel é um material versátil tanto no que se diz respeito ao acabamento: texturas, gramaturas e cores quanto à execução do trabalho.  Na grande maioria das vezes é necessário se atentar à sua fragilidade. Esta característica pode conferir facilidade na execução das peças mas ao mesmo tempo pode trazer uma dificuldade operacional bastante inversa aquilo que parecia fácil…. nunca subestime o papel! Apesar dele fazer parte do nosso dia a dia em diversos setores é necessário ser artista para manipular com primor esta matéria-prima tão comum….

detalhe das vitrines de papel

detalhe das vitrines de papel

Aqui na Expor tivemos esta experiência belíssima com a execução do projeto das nossas vitrines.

O resultado ficou incrível. Leia mais abaixo.

Experiência com vitrines de papel

O conceito das nossas vitrines é contemporâneo, com muitas peças abstratas. A escolha da cor branca no material e nos manequins diz respeito a este conceito. O projeto foi concebido pela designer Marina Lombardo e executado pelas artistas Verônica Jamkojian, Helena Kavano e Gislaine Umezu assim que a diretora de marketing da Expor Gisela Andrade passou o conceito. “Porém, ao elaborar o projeto foi necessário uma longa conversa com as artistas para entender o comportamento do papel, suas possibilidades e limitações”. Nos conta Marina, pois além16 do design a preocupação com a execução era grande.

por dentro da vitrine

por dentro da vitrine

Assim que as vitrines e seus elementos foram definidos as artistas tiveram liberdade para elaborar o trabalho. Cada uma delas colocou sua assinatura naquilo que executaram. O resultado é maravilhoso, e as peças são bastante contemporâneas.

É incrível o que se pode confeccionar com papel. As vitrines de papel são um ótimo exemplo disto.

O próximo passo foi a instalação das vitrines de papel. Apesar de ser um material leve, a fixação dos elementos nestas vitrines de papel foi bem programada: depois de um elemento fixado por adesivo, é quase impossível voltar atrás! Temos que lembrar que papel rasga, amassa e em muitas situações não pode ser realocado.

por dentro da vitrine

por dentro da vitrine

Então, muitos elementos de papel foram pré-executados e finalizados no dia da montagem das vitrines.

Para uma loja de rua, onde as vitrines tomam sol, é importante lembrar que o uso do papel colorido pode ser limitado, pois ele irá desbotar. Porém, as vantagens do papel superam todas as suas desvantagens!

Por que vitrines de papel?

É uma linguagem contemporânea e muito arrojada. Ao mesmo tempo, você pode conseguir efeitos clássicos e românticos se decidir colocar flores na sua vitrine.

É um material leve, que pode ser modelado e recortado. Possui diversas cores e texturas, uma gama de possibilidades como poucos materiais. O custo da matéria-prima (papel) é baixo. Dependendo do projeto é possível conseguir soluções interessantes de transporte. Você pode pendurar e colar elementos nas paredes da vitrine sem grandes transtornos.

vitrines de papel

vitrines de papel

É sustentável!!! Quando a campanha acabar, as vitrines de papel podem ser desmontadas e o material vai para reciclagem! Não precisa guardar um monte de coisas e fazer um estoque para material de vitrine.

Além disso é um material acessível, todo mundo conhece e tem afinidade. Caso seja necessário que a sua equipe de loja execute algo, não é um material desconhecido e de difícil manipulação. É um material limpo, não vai deixar resíduos no ambiente.

Então, depois de elencar todas estas características, podemos chegar à conclusão de que o papel é um material super tecnológico, que vai ao encontro do conceito do projeto. Quer algo mais moderno do que papel?

Veja as fotos das nossas vitrines de papel e saiba mais sobre este material clicando aqui.

março 16, 2020
1 Facebook Twitter Google + Pinterest

Se as cores fortes chamam a atenção, as cores neutras podem ser uma solução para as vitrines: em projetos onde existem muitos elementos, em coleções com muitas estampas, para projetos mais sóbrios, minimalistas ou que evocam o Futuro.

Sim, a cor cinza e prata representam o Futuro!

Interessante, não? Mas de onde vem esta sensação? Podemos começar a pensar nos anos 50 e 60 e na corrida espacial…foguetes, metais, materiais tecnológicos, robôs e os Jetsons!

E a lua prateada, objetivo a ser alcançado.

Digamos que esta cor representa a tecnologia e traz como solução para as vitrines o brilho, a simbologia de poder e glamour e o futurismo.

Aprendendo um pouquinho mais sobre como usar o prateado como projeto e solução para as vitrines

O prateado, metálico, como citado acima é uma cor que evoca a saúde (sim, saúde!), futurismo e glamour trazendo este tipo de solução para as vitrines. Entenda mais sobre esta paleta, associada diretamente ao metal Prata: em muitas culturas, a cor prateada está associada ao mágico e ao supersticioso. Um poder diferente do que é representado pelo Ouro.

A prata representa também o “antisséptico” com propriedades antibacterianas, o que pode ser uma solução para as vitrines de produtos relacionados a este meio, como da indústria farmacêutica, produtos fitoterápicos naturais e cosméticos.

vitrine prata Miu Miu Milão 2019

vitrine prata Miu Miu Milão 2019

E onde está o prateado na Roda de Cores? Como uma cor metálica, naturalmente ela não se encontra na Roda de Cores tradicional. Mas ela pode ser representada pelo cinza na escala cromática.

Como o prateado é uma cor neutra como o cinza, o branco e o preto, é fácil combiná-la com outras cores e assim ela pode ser uma solução para as vitrines que possuem projetos complicados e especiais. Ela não possui um par complementar de cor, e por isso apresenta esta versatilidade. Pode ser combinada com cores quentes como laranja e amarelo e com cores frias como o azul.

vitrine prata Kleinfeld NYC 2019

vitrine prata Kleinfeld NYC 2019

Porém, mesmo sendo metálica, a cor prata tem nuances, pode ser mais clara e refletir mais luz ou ser mais escura.

Pode até ter um tom mais amarelado ou avermelhado, e ainda assim continuar a ser prata!

Mais sobre significado

Além de todo o significado positivo e interessante visto no começo da matéria, a cor prata também pode ter outra conotação…É fortemente associado ao glamour, à saúde e ao futurismo….mas em contrapartida pode ser associado à “segunda posição” pois fica atrás do Ouro, representando algum tipo de imperfeição e sendo também uma cor transitória. Mas o prateado é tão lindo, que não queremos acreditar nisto ou ter esta percepção, não é mesmo? A cor é psicologicamente associada ao sentimento de clareza e honestidade, pois tem as propriedades reflexivas do espelho. Ela pode representar o espelho da alma.

O elemento metálico prata (Ag na tabela periódica, argentum em latim) tem propriedade antibacterianas.

O que significa que ele é tóxico para as bactérias, algas e fungos.

Historicamente tem conotação mágica e assim fazemos a associação da cor à pureza. Objetos feitos com a cor prata nos dão a sensação de serem mais tecnológicos, puros e limpos do que os feitos com outros materiais. Por isso esta cor é largamente utilizada em hospitais, banheiros e estações espaciais. Quer dizer, não é a cor que é utilizada nestes espaços, mas sim metais desta cor ou a própria Prata.

Além disso se você quer transferir estas sensações para projetos e ter este tipo de solução para as vitrines, o sucesso está garantido!

Clique aqui e saiba mais

Aqui também tem mais informação.

Com prata e cinza, não tem como errar!

fevereiro 26, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest
Visual Merchandising Social

Doação: com o Visual Merchandising não é diferente: existe um visual merchandising social, apesar do conceito destas palavras parecer terem objetivos diferentes.

Toda forma de trabalho e projeto pode ser uma ferramenta de doação. Muitas pessoas doam seu tempo, seus esforços e bens materiais em prol de outros. É uma forma de colaborar e estender a mão para quem passa por dificuldades, sejam elas materiais ou emocionais.

Nós presenciamos e participamos do “nascimento” de um visual merchandising social, com propósito de vender sim! E de destinar o lucro das vendas para uma instituição que não visa o lucro, mas que visa a assistência ao próximo.

Este é o caso da loja Carisma, do Centro Social Carisma. Ele fica em Osasco, São Paulo, e atende a população local.

Loja Carisma

Loja Carisma

Um pouquinho de história e de como o Visual Merchandising Social agora faz parte da instituição

O projeto começou em 1994, através de um grupo de amigos da cidade de Osasco. Este grupo se reuniu para promover aos moradores de rua uma alimentação saudável e o acolhimento necessário. Após uma jornada de ações, em 2003 este projeto tomou corpo e nasceu o Centro Social Carisma, com ações organizadas e pontuais. A tarefa é a de inserir e integrar socialmente crianças e adolescentes por meio da arte, cultura e educação, com vista à autonomia. E então entra o que estamos chamando de Visual Merchandising Social!

Loja Carisma

Loja Carisma

O Centro possui uma lojinha/bazar para gerar renda. E como todo espaço comercial, existe a necessidade de cuidado e Visual Merchandising. Não só para apresentar melhor os produtos, mas para promover a organização e a qualidade de trabalho daqueles que atuam no espaço.

Além de que, ensinar a profissão de Visual Merchandising para os jovens é dar uma oportunidade para atuação no mercado de trabalho. Então, com as técnicas e ferramentas corretas é possível oferecer esta oportunidade para eles.

E como a Expor Manequins foi convidada a colaborar e a praticar o Visual Merchandising Social?

Saiba a trajetória do nosso Visual Merchandising Social!

Aqui temos a oportunidade de saber como a Celina Mendes, trouxe a Expor Manequins para esse trabalho lindo. Celina é a gestora da Instituição, que mantém parceria com o Instituto de Desenvolvimento Social da C&A. Ela nos conta:

“O projeto da lojinha/Bazar surgiu em 2016 quando fizemos parceria com o Instituto C&A. A princípio começamos com um bazar grande onde atendemos 1.200 pessoas em um sábado com a ajuda de 70 voluntários. A maioria deles do Instituto C&A e os demais do Centro Social Carisma. Toda a doação das peças de roupas vem da C&A. Se trata de peças com pequenos defeitos ou de coleção passada.

Loja Carisma

Loja Carisma

Como o montante que recebemos é bem grande e contínuo, vimos a possibilidade de montarmos uma lojinha/BAZAR dentro da organização e abríamos 03 vezes por semana. Percebemos que estávamos vendendo muito bem e que as pessoas vinham comprar com frequência. Em todo o tempo tivemos ajuda do Instituto C&A com capacitação de VM, precificação e estratégias de vendas.”

E assim a Expor Manequins começou colaborar com o projeto…

Celina descreve que: “Em 1 ano de loja com 45 metros, o espaço ficou pequeno. Foi em outubro de 2019 que resolvemos construir um espaço de mais de 100 metros, ao lado da Organização. Assim atenderíamos melhor os nossos clientes. Então surgiu nossa lojinha/BAZAR. Tivemos a total ajuda e colaboração do colaborador/voluntário de VM Odair. Ele deu consultoria gratuita para a montagem da loja (equipamentos, manequins) e nos apresentou a EXPOR Manequins. Isto porque ele usa manequins da Expor nas lojas da C&A e conhece a excelência do produto. Ele me apresentou por e-mail o Octaviano, que de pronto nos atendeu doando dezenas de manequins de vários modelos.

Loja Carisma

Loja Carisma

Isto tem sido um grande diferencial para nossa lojinha/bazar. Devido ao fato dos manequins chamarem cada vez mais a atenção dos clientes e assim aumentar nossas vendas. Então, a combinação dos manequins masculinos, femininos e infantis ajudou a criar um ambiente mais descontraído, bonito e dinâmico.

Todo o recurso arrecado em nossos bazares/lojinha desde 2016 já fez muita diferença na Organização e na vida de centenas de crianças e adolescentes e suas famílias. Os preços praticados na lojinha/bazar são muito convidativos e as peças de excelente qualidade.”

Orgulho em participar e ver como o Visual Merchandising Social traz resultados

Além do que soubemos acima, tem mais notícia boa! Segue mais o que a Celina tem para contar:

“Como resultado da ação, reformamos nossa cozinha, implantamos uma sala de instrumentos de cordas, uma sala com acústica para aulas de percussão, construímos uma sala para curso de costura com maquinários novos e modernos e já formamos mais de 80 costureiras. Reformamos a secretaria, sala dos professores, sala da coordenação e espaço de convivência da organização. Uma parte desse recurso também é utilizada para pagamento de RH.

Enfim, os benefícios são inúmeros e tem causado impacto positivo na comunidade que atendemos. Nosso público vem de 03 áreas vulneráveis daqui da Região de Osasco. Eles têm sido plenamente beneficiados com os resultados da lojinha/bazar. Estudam em contra turno escolar e ao chegarem na Organização eles têm aula de música, esporte, Meio Ambiente e Tecnologia.

Loja Carisma

Loja Carisma

Por isso, escolhemos a EXPOR MANEQUINS! Por acreditar que hoje é o que existe de melhor nesse mercado. E principalmente por contar com a generosidade e responsabilidade social da empresa, que prontamente entendeu a necessidade e nos doou. Nosso muito obrigada em nome de toda equipe e beneficiários dos projetos”.

Nós da Expor Manequins é que ficamos com o coração transbordando de alegria em poder colaborar e ver resultados tão positivos! Acreditamos que a moda faz a diferença na vida das pessoas e que existe uma ferramenta chamada Visual Merchandising Social!

Clique aqui e saiba mais.

fevereiro 7, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest
Manequins coloridos

Uma tendência que temos observado nas vitrines e interiores de loja de grandes marcas é o uso de manequins coloridos.

Num dos nossos posts no Instagram no mês de Novembro mostramos as vitrines da Hermés em Nova York com manequins coloridos. Eles fizeram parte do projeto da vitrine, que possuía um conceito monocromático. Ou seja: cenografia, iluminação, roupas e produtos e manequins numa única cor.

Carolina Herrera

Carolina Herrera

A Expor Manequins oferece ao mercado manequins coloridos de todas as cores. Você pode encomendar seus manequins com as referências de cores que o seu projeto necessita. Também existe a possibilidade de elaborar seus manequins coloridos em diversos materiais: madeira, acabamento em pintura e tecidos!

Influência dos manequins coloridos para sua marca

As cores dizem muito sobre sua marca e sobre seu projeto. Por vezes, várias marcas são reconhecidas pelas cores, e assim, várias cores ganham o nome das marcas que as utilizam. Quem nunca ouviu falar de “Vermelho Ferrari”? Ou “Azul Tiffany”? Ou mesmo “aquele tom Fendi”? “Rosa Barbie”! “Maizena? É a caixa amarela…”. E o quanto a cor branca representa a Apple?! Sim…a conexão das cores com as marcas é algo impressionante…e isto pode ser transferido para os manequins coloridos.

Hermès

Hermès

Esta conexão acontece porque nosso cérebro identifica as cores e as transformam em sensações. E a relação dos consumidores com as marcas nada mais é do que sensações. Estas conexões são emocionais. A cor aumenta o reconhecimento de uma marca em até 80%.

Esta percepção pode ser reforçada através de manequins coloridos numa vitrine ou no interior da sua loja. Mas atenção! Todo este movimento requer projeto, estudo e avaliação… talvez a própria cor da marca não é adequada para ser aplicada nos manequins. É necessário avaliar o contexto da marca, da campanha vigente e até mesmo da coleção. Por exemplo: se as peças da coleção seguem a tendência do Classic Blue da Pantone, cor para o ano 2020, elas não ficarão em evidência em manequins coloridos na mesma cor… o ideal seria escolher outra cor para os manequins coloridos!

Saiba mais:

Os manequins  evocam fantasia pois representam o corpo humano de uma maneira impossível, porém encantadora. Eles se transformam em arte e ilustração dentro da vitrine e de espaços comerciais. Atraem muito a atenção dos consumidores quando suas cores estão bem coordenadas com o projeto da marca.

Louis Vuitton

Louis Vuitton

A percepção da cor desencadeia uma reação química no nosso cérebro, e isto tem uma consequência fisiológica. Existem muitos estudos, e não é à toa que marcas que buscam transmitir segurança fazem uso do azul. Mais precisamente no tom do Classic Blue da Pantone. (Leia a explicação sobre esta cor na nossa matéria anterior). Usada de forma correta, a cor tem um poder imenso de comunicação e influência. Vale a pena pensar sobre o uso de manequins coloridos em projetos…

Além da questão conceitual, manequins coloridos em cores diferentes podem ajudar a organizar e facilitar a visualização de departamentos dentro da loja.

Versatilidade e perenidade dos manequins coloridos.

É certo que os manequins  podem contribuir muito para evidenciar um produto e uma marca. Assim como qualquer item de destaque que compõe o design de interiores e a comunicação. A cor é algo versátil. Ela pode ser substituída a cada troca de coleção, a cada lançamento ou campanha, já que cada cor representa uma ação diferente.

Gucci

Gucci

Assim como o manequim em uma certa cor pode ser perene e ter grande representatividade em um projeto, ele também pode ser versátil. Além disso o acabamento como pintura pode ser refeito, tecidos podem ser trocados e madeiras podem ganhar novas texturas. E isto é uma grande vantagem!

Conheça mais sobre todas as possibilidades que a Expor Manequins oferece e clique aqui e veja o uso de manequins coloridos em grandes marcas

janeiro 13, 2020
0 Facebook Twitter Google + Pinterest
EuroShop

A EuroShop é uma feira de bens de capital para o setor de varejo, realizada desde 1966 e apresenta soluções em tecnologia, displays, store design, e temas sobre manequins e visual merchandising abordando o varejo como um todo. Acontece a cada três anos nas dependências da Messe Düsseldorf, na Alemanha. É considerada a principal feira mundial do setor de equipamentos para varejo.

EuroShop

EuroShop

A orientação da EuroShop é voltada para o futuro, é um evento que apresenta muitas inovações tecnológicas. Ela é tão dinâmica quanto a própria indústria. Na próxima edição apresentará 08 frentes fascinantes que abarcam os tópicos de tendência para o mercado. Incluindo nosso principal assunto de interesse: manequins e visual merchandising. Sempre se direcionando para o futuro, lá é possível conhecer novas tecnologias para vendas e logística, novos materiais, novas maneiras de operar seu negócio, etc….

Além de manequins e visual merchandising

Conheça as frentes (ou temas) que você encontrará na EuroShop para fazer negócio, networking ou mesmo pesquisar e que vão de fato, além de manequins e visual merchandising:

1) Marketing de varejo

– Comunicação 360o para todos os sentidos

– Sinalização

– Displays

– Comunicação externa

– Inteligência criativa. Conceitos centrados no consumidor. Soluções surpreendentes.

2) Tecnologia para varejo

– Softwares para varejo

– Sistema de POS

– E-commerce

– Sistemas de pagamento

– Novidades mais recentes em tecnologia para varejo. Foco no futuro.

3) Exposição & Eventos de Marketing

– Todo o poder do impacto e persuasão nas performances ao vivo

– Equipamentos e construção de stands

– Comunicação usando branding e design

– Eventos com tecnologia

– Negócios. Show business. Aproximação com o consumidor. Impressões marcantes.

4) Iluminação

– Encantamento e impacto dos efeitos especiais

– Sistemas, design e tecnologia

– Gerenciamento. Ideias brilhantes. Magia. Eficiência.

EuroShop

EuroShop

5) Visual Merchandising

– Displays

– Manequins

– Decoração de lojas

– Vitrines

– Interação digital. Soluções inovadoras. Como chamar a atenção do consumidor. Efeitos duradouros.

6) Equipamentos para Alimentação

– Mega tendência no varejo

– Soluções, design, arquitetura, equipamentos

– Soluções para gastronomia

– Serviço para restaurantes, shopping centers, supermercados

– Novos tipos de experiência. Pontos de degustação. Ilhas gourmets.

7) Shop Fitting & Store Design

– Experiência, estética e conceito

– Plano de layout

– Acabamentos e arquitetura

– Materiais e superfícies

– Últimas tendências. Designers renomados. Inspirações sustentáveis.

8) Refrigeração & gerenciamento de energia

– Eficiência para novas idéias

– Refrigeração e automação

– Unidades de refrigeração e serviços para construção

– Performance para o futuro

– Como criar o ambiente perfeito para as compras e para os produtos

– Como será o gerenciamento de energia no futuro?

É possível encontrar fornecedores e prestadores de serviço do mundo inteiro que atendem estas frentes de atuação.

EuroShop

EuroShop

Onde acontece a EuroShop

A feira irá acontecer de 16 a 20 de Fevereiro de 2020, em Dusseldorf, na Alemanha. Você poderá conferir todos os assuntos acima, manequins e visual merchandising e aproveitar a cidade também. É um local super moderno, com muita infraestrutura para receber a feira, globalizada e de atmosfera relaxante ao mesmo tempo. Está localizada no coração da Europa, na região de maior importância econômica na Alemanha, oferece diversidade cultural, negócios dinâmicos e excepcional qualidade de vida.

EuroShop

EuroShop

Para saber mais clique aqui ou clique para ver uma matéria em nosso blog.

dezembro 13, 2019
0 Facebook Twitter Google + Pinterest